Siga-me

Papagaios de clichês

Por Carlos Mendes "Martini"   /     nov 08, 2017  /     Orwellianamente, Política e Economia  /  

Um #CQD especial na sequência do meu post sobre os papagaios de clichês no Facebook (leia antes de continuar para compreender o contexto).

Nesse post, eu comentei que o esquerdista é aquele cara que vê uma casca de banana do outro lado da rua e atravessa a rua só para pisar nela e se estatelar no chão.

Pois aí está, uma espantosa repetição de clichês de quem não gostou de ser chamado de repetidor de clichês:

Comento passo-a-passo.

Não necessariamente ir contra é estar certo, até mesmo porque não há certo.

Clichê. Frase adorada por 10 entre 10 esquerdistas, ela funciona assim: quando algum conservador ou libertário faz uma afirmação, ela pode ser descartada porque, afinal, “não existe verdade”. Mas deixe um esquerdista falar de Max, Foucault, Rousseau ET CATERVA para você ver se ele não considerará as palavras deles verdades absolutas e inquestionáveis.

ler autores conservadores? Pra quê? Estamos em 2017, né?

Clichê. Aliás, uma eloquente análise de tudo aquilo que ele NÃO leu. Para o esquerdista, “conservador” é uma pessoa com o pensamento daquele velho rabugento do começo do século passado que não quer que o mundo mude. Papagaios de clichês que só leem aquilo que seus “donos” autorizam (ou seja, só literatura de esquerda), eles não fazem ideia do que é o conservadorismo ao estilo inglês — a base da nossa direita. Para ele, ser “conservador” é “conservar o status quo”, é ser um cristão fanático fundamentalista atrasado preconceituoso machista patriarcal sexista misógino racista homofóbico e islamofóbico.

Clichês, clichês e mais clichês.

Não preciso ler ninguém dizendo que é mimimi das mulheres a violência

Clichê e incapacidade de interpretação de texto. Ninguém disse que TODAS as mulheres que reclamam da violência estão de mimimi. Primeiro porque a violência é generalizada, ou seja, homens também a percebem. Segundo porque nossa queixa é contra os exageros das feministas, e não “das mulheres”.

Pensando bem, talvez nem seja incapacidade de interpretação de texto. É mais provável que seja desonestidade intelectual mesmo.

Aliás, em qual livro será que ele leu que conservadores acham que a violência é mimimi “DAS MULHERES” se ele nunca leu e nem precisa ler literatura conservadora? E por que será que ele acha que tal coisa está escrita lá, em um suposto livro que ele nunca leu e não sabe qual é?

Prefiro ler quem me auxilie a construir uma sociedade mais justa…

Clichê. Como eu já disse em post anterior, os esquerdistas substituíram Deus pelos seus “pensadores” e a Bíblia pelos livros por eles escritos. Sua religião tem salvadores, apocalipse e até mesmo paraíso — uma utopia onde tudo é construído não por um deus, e sim pelo homem. Eles acreditam que sua maravilhosa ideologia criará um mundo melhor, uma sociedade justa, com todos felizes e em harmonia, todos pensando de forma igual, mais ou menos como um rebanho de ovelhinhas ou como um bando de robozinhos celestiais.

Mas e se alguém discordar de algo? Simples, eles prendem ou fuzilam. Como fizeram em todos os países onde chegaram ao poder ao longo da História.

Meu filho, entenda: prefiro ser clichê a retornar ao conservadorismo de 1800

Repetição de clichê. É o papagaio do inferno.

Como disse Goebbels: “Uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade”.

Resolva e não fique compartilhando coisas trashs na minha TL

Que estranho, eu pensei que essa timeline fosse minha… 🤔

(Pra vocês verem a que ponto vai a doença da pessoa)

E softwares não me farão mudar de ideia…

Essa me deu vergonha alheia.

Minha publicação original:

Esquerdistas odeiam quando nós os chamamos de repetidores de clichês. No entanto, eles vivem provando que estamos certos…

Posted by Carlos Mendes Martini on Tuesday, November 7, 2017

Pois é: eu expliquei que eu uso os softwares apresentados apenas para poder ter sempre à mão coisas que eu estou sempre colando nos meus textos — como os clichês que são parte do assunto do post. Ora, como diabos um software de copy/cola pode fazer alguém mudar de ideia se…

… 🤔

… 😱!!!

Ah, entendi… é… alguém que vive de repetir os mesmos clichês incansavelmente deve mesmo achar que um software que repete as coisas serve para ajudar a pensar.

Faz sentido.

Meu unfollow é uma homenagem à ******** e a todas as mulheres e minorias que ele tenta humilhar, com postagens vergonhosas.

Clichê. Como eu sou conservador (aquele cara que vive em 1800), eu sou um elitista imperialista explorador fascista opressor cristão fundamentalista atrasado preconceituoso machista patriarcal sexista misógino racista homofóbico e islamofóbico. Além disso, eu tenho pavor de minorias e quero esmagá-las e humilhá-las. E também odeio os pobres porque hoje eles viajam de avião graças ao Lula que tirou milhões da miséria.

Clichês, clichês e mais clichês.

Estou te dando um BAN com orgulho e dignidade… porque isso eu mereço e tenho de sobra.

Clichês. Dignidade. Orgulho negro. Orgulho gay. Orgulho lésbico. “Eu não mereço ser estuprada”. Como se uma pessoa preconceituosa, um agressor, um estuprador, ligasse para a dignidade ou para o que a pessoa merece ou não merece.

O esquerdista micro-agredido foucaultiano sempre acha que alguém está roubando sua dignidade e está sempre em busca de uma “dívida histórica” pra chamar de sua. Sua frase predileta é “você está me oprimindo!”. É o povo do beicinho, magoadinho, ofendidinho, a fragilizada e hipersensível geração “merthiolate que não arde”. Consideram-se cheios de direitos — os quais devem ser pagos, é claro, PELOS OUTROS.

ADEUS pra sempre, conhecido PRECONCEITUOSO

Clichê. O conservador/direitista é sempre preconceituoso. Mas o esquerdista não é, nem mesmo quando faz um pré-conceito a respeito da direita (sobre a qual não sabe absolutamente nada além, é claro, de clichês).

E não, ele nem precisa indicar ONDE eu fui preconceituoso. Para o esquerdista, basta dizer que a direita é todas essas coisas e, também, preconceituosa. Na mente deles, essas sentenças são inquestionáveis, verdadeiras, certas e autoprobantes — desrespeitando, curiosamente a premissa colocada lá no começo de que “não há certo” (ou “não há verdade”, dependendo da situação).

O texto inteiro é uma verdadeira caça a cascas de banana. Uma espantosa sequência interminável de clichês.

E fica ainda mais espantosa quando o autor dessa sequência afirma ser alguém que pensa com a própria cabeça. Imagine então se ele não pensasse.

Esquerdistas são mesmo papagaios de clichês.

#CQD – Como Queríamos Demonstrar

Comentários

Veja mais...

Carlos Mendes "Martini"

Carlos Mendes "Martini" é Gestor da Tecnologia da Informação pelo Centro Universitário Newton Paiva e trabalha com consultoria e serviços de Tecnologia para empresas, em especial nas áreas de comércio eletrônico, construção civil e varejo de materiais de construção.
Veja mais...

Últimos posts por Carlos Mendes "Martini" (exibir todos)

Sobre Carlos Mendes "Martini"

Carlos Mendes "Martini" é Gestor da Tecnologia da Informação pelo Centro Universitário Newton Paiva e trabalha com consultoria e serviços de Tecnologia para empresas, em especial nas áreas de comércio eletrônico, construção civil e varejo de materiais de construção.

Comments are closed.

A blog about Wordpress design, development , Software and inspiration http://themesharebd.blogspot.com